Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Lei poderá ampliar doação de equipamentos à segurança pela iniciativa privada

Publicação:

O governo do Estado e o Instituto Cultural Floresta estão trabalhando na formatação de um projeto de lei que poderá facilitar a doação de itens para a segurança púbica, seguindo exemplo da contribuição feita no último mês de março pelo ICF
Segundo o secretário da Casa Civil, Cleber Benvegnú, a articulação é bem-vinda, pois reforça as políticas de segurança - Foto: Nabor Goulart/Casa Civil
O governo do Estado e o Instituto Cultural Floresta estão trabalhando na formatação de um projeto de lei que poderá facilitar a doação, pela iniciativa privada, de itens para a segurança púbica, seguindo o exemplo da contribuição feita no último mês de março pelo ICF. Na ocasião, o governo do Estado recebeu a doação de 46 veículos Mitsubishi Pajero, 10 fuzis T4, 200 rastreadores e 26 rádios digitais para o reaparelhamento das forças de segurança. A contribuição foi iniciativa do grupo de empresários do ICF, com um investimento de R$ 9 milhões.
O Instituto apresentou ao governo uma proposta de lei que foi trabalhada de forma conjunta com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) e que cria mecanismos que viabilizem o aporte de recursos privados em projetos específicos da área. Segundo o secretário da Casa Civil, Cleber Benvegnú, a articulação é bem-vinda, pois reforça as políticas de segurança e envolve mais diretamente a sociedade gaúcha no esforço de equipar cada vez mais as forças que protegem o cidadão.  
O assunto já foi tratado pelo secretário estadual da Segurança, Cezar Schirmer, e está em análise pelas áreas técnicas do governo. Na reunião, que contou também com a participação do secretário adjunto da SSP, Everton Oltramari, foram tratadas questões como a forma de aquisição de equipamentos para a segurança, além da necessidade de se buscar alternativas que incentivem a população a contribuir com o esforço do governo.
O presidente do ICF, Leonardo Fração, ressaltou a importância de parcerias entre os setores público e o privado na busca de soluções para a segurança pública. Esteve na Casa Civil acompanhado do presidente do Conselho Consultivo do ICF, Claudio Goldsztein.
Plebiscito:
Na ocasião, o secretário Cleber falou sobre as dificuldades financeiras do Estado e apresentou a proposta do governo para a realização de um plebiscito para definir o futuro da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), Companhia Rio-grandense de Mineração (CRM) e Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (SULGÁS), que dependem de consulta à população para serem privatizadas ou federalizadas.  
Texto: Angela Bortolotto
Casa Civil