Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governador vai ao Cpers e amplia entendimento com professores estaduais

Publicação:

Leite foi recebido no Cpers/Sindicato pela presidente e por dirigentes da entidade
Leite foi recebido no Cpers/Sindicato pela presidente e por dirigentes da entidade - Foto: Grazi Araújo/ Casa Civil

Na agenda de diálogos com o funcionalismo iniciada nesta quarta-feira (6),  o governador Eduardo Leite se reuniu, à tarde, com a presidente do Cpers/Sindicato, Helenir Schürer, e dirigentes da entidade que representa cerca de 80 mil trabalhadores da rede estadual de educação.

Com a finalidade de ampliar o diálogo entre governo e professores, o encontro ocorreu na sede do sindicato na capital. Também participaram o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, e o secretário da Educação, Faisal Karam.

“O nosso gesto de vir ao sindicato, que é um dos mais atuantes do estado, expressa a nossa vontade e a importância de estabelecer um diálogo com quem presta um serviço essencial ao RS. Poderemos convergir e divergir. Nosso objetivo não é anular as diferenças, mas avançar a partir dos debates”, afirmou Leite.

Embora tenha citado temas que entrarão na pauta do governo em breve, como a revisão do plano de carreira do funcionalismo e o piso do magistério, esse não foi o motivo da reunião. “Viemos quebrar o gelo. A partir de agora, faremos reuniões temáticas, com secretários e técnicos conforme cada pauta, para discutir questões fundamentais para os servidores e toda a população”, acrescentou.

Helenir agradeceu a presença do governador e dos secretários e destacou a 
disponibilidade ao diálogo. “Sabemos que não concordaremos em tudo, mas agradecemos pela disposição em nos ouvir. Queremos participar das decisões que impactam a nós e ao nosso trabalho. E o senhor pode esperar da gente transparência e honestidade nas negociações”, afirmou a presidente do sindicato.

Visita inédita na Fessergs

O quarto e último encontro da agenda de diálogos do governador com entidades do funcionalismo nesta quarta ocorreu na sede da Federação Sindical dos Servidores Públicos no Estado (Fessergs), que reúne 14 sindicatos filiados.

“A política é um instrumento de mediação e vamos usá-la para gerir possíveis conflitos e construir pontes para solucionar os problemas estruturais do Estado”, disse o governador, que foi à reunião acompanhado do vice Ranolfo Vieira Júnior, do chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, e da secretária de Planejamento, Leany Lemos.

Presidente da entidade, Sérgio Arnoud saudou o gesto de Leite. “Em quase 30 anos da Fessergs, foi a primeira vez que um governador veio aqui”, disse. O dirigente, em seguida, entregou um documento com demandas de servidores filiados, entre as quais, garantia de diálogo constante com o governo e reajuste salarial.

Leite afirmou que a reunião representa a abertura do diálogo e garantiu que encontros como esse serão temáticos e periódicos. “Estamos terminando de elaborar o diagnóstico da situação fiscal do Estado para encaminharmos as reformas estruturantes que consideramos fundamentais para a retomada do crescimento. Claro que isso vai exigir esforço de todos, mas é uma agenda de governo, não do governador, e com certeza dialogaremos muito para chegarmos ao melhor denominador”, afirmou Leite.

Pela manhã, houve encontros na Associação dos Delegados de Polícia do RS (Asdep) e na Associação dos Oficiais da Brigada Militar (Asofbm).

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Marcelo Flach/Secom

Casa Civil