Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Comitiva pede que decisão sobre a UTE Rio Grande seja avaliada em março

Publicação:

Até lá, Grupo Bolognesi e New Fortress Energy deverão entregar documentação solicitada pela Aneel
Até lá, Grupo Bolognesi e New Fortress Energy deverão entregar documentação solicitada pela Aneel - Foto: Fabio Paiva

Uma comitiva gaúcha solicitou, nesta quinta-feira (8), em Brasília, que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aguarde até o mês de março para deliberar sobre a reativação, ou não, da outorga de construção da Usina Termelétrica de Rio Grande (UTE Rio Grande). A autorização para construção do empreendimento havia sido concedida ao Grupo Bolognesi em 2014, mas foi suspensa devido às dificuldades que a empresa apresentou para cumprir o cronograma de execução do trabalho. 

Após a empresa americana New Fortress Energy ter manifestado interesse em assumir o projeto, o governo do Estado abriu negociações com a Aneel para que a decisão de suspender a outorga fosse revista. “Até o mês de março o Grupo Bolognesi e a New Fortress Energy devem reunir toda a documentação solicitada pela Aneel. Até que isso ocorra, pedimos que o assunto não fosse tratado pelo colegiado da Agência”, explica o chefe da Casa Civil, Fábio Branco, que representou o governo do Estado na reunião com o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino.

A UTE Rio Grande terá capacidade para gerar um terço da energia que o estado consome e tem investimento avaliado em R$ 3 bilhões. 

A senadora Ana Amélia, o prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, o presidente da Câmara de Vereadores de Rio Grande, Flávio Maciel, e o chefe do Escritório de Representação do Governo do Estado em Brasília, Otaviano Fonseca, também participaram do encontro. 

Texto: Roberto Witter/Ascom Casa Civil
Edição: Léa Aragón/ Secom

Casa Civil